45_festival_sesc_melhores_filmes

45° Festival SESC Melhores Filmes

Desde 1974 o CineSesc realiza um dos festivais mais tradicionais de São Paulo, o Festival Sesc Melhores Filmes, com uma seleção dos melhores filmes votados pelo público, crítica e profissionais de cinema a preço popular e com acessibilidade em todas as sessões com a utilização de audiodescrição e legendas open caption.

 

É a chance de ver e rever grandes filmes do cinema, incluindo sucessos de 2018 como Pantera Negra, Projeto Flórida, Benzinho, As Viúvas, Infiltrado na Klan e Bohemian Rhapsody!

 

Diretores premiados no 45º Festival Sesc Melhores Filmes conversam com o público sobre suas trajetórias no auditório do CineSesc nos seguintes dias:

15.04 às 19h30
Rochelle Costi, artista convidada para a exposição Cinemagética para o 45º Festival Sesc Melhores Filmes.
22.04 às 19h30
Beatriz Seigner, diretora do filme de abertura Los Silencios.
29.04 às 19h30
Cristiano Burlan, diretor de cinema, dentre eles Antes do Fim e Mataram Meu Irmão.

 

E o evento ainda conta com bate papos:

16.04 ás 19h30
Restauração e Memória com Patricia di Filippi, Hernanni Heffner e Myra Babenco.
18.04 às 19h
Bate papo após a exibição de YONLU
23.04 às 19h30
Representatividade no Cinema de Herói, com Gabriel Carneiro, Flavia Guerra e Viviane Pistache.
30.04 às 19h30
O Cinema de Pós-Terror, com Sergio Silva, Gabriela Almeida e Max Valarezo.

 

45° Festival SESC Melhores Filmes

Quando: de 11.04 à 01.05
Quanto: 12$ a inteira, 6$ a meia entrada e 3,50$ para aqueles com credencial plena
Onde: CineSesc
Site: 45° Festival SESC Melhores Filmes 

 

_45° Festival SESC Melhores Filmes_

 

12/abr Sexta-feira

16h – O Destino de Uma Nação
14h – Canastra Suja
19h – Benzinho
21h – Roma
23h30 – Bagdad Café

 

13/abr Sábado

14h – Sequestro Relâmpago
16h – Pantera Negra
19h – Praça Paris
21h – O Último Imperador – 3D

 

14/abr Domingo

11h – Viva – A Vida É Uma Festa (GRÁTIS)
14h – Um Lugar Silêncioso
16h – Asas Do Desejo
19h – O Beijo no Asfalto
21h – As Boas Maneiras

 

15/abr Segunda-feira

14h – Arábia
16h – As Viúvas
19h – Café com Canela
21h – Hereditário

 

16/abr Terça-feira

14h – Chega de Fiu – Fiu
16h – Bohemian Rhapsody
19h – Auto de Resistência
21h – Pixote: a lei do mais fraco

 

17/abr Quarta-feira

14h – Antes do Fim
16h – Uma Noite de 12 Anos
19h – Projeto Flórida
21h – Infiltrado na Klan

 

18/abr Quinta-feira

14h – Aos Teus Olhos
16h – Em Chamas
19h – Yonlu, com bate papo após a exibição
22h – Ran

 

19/abr Sexta-feira

14h – Visages, Villages
16h – O Processo
19h – Arábia
21h – O Último Imperador – 3D

 

20/abr Sábado

14h – Ex – Pajé
16h – Roma
19h – O Animal Cordial
21h – Asas Do Desejo

 

21/abr Domingo

11h – Os Incríveis 2 – 3D (GRÁTIS)
14h – Bagdad Café
16h – Trama Fantasma
19h – Tinta Bruta
21h – Bohemian Rhapsody

22/abr Segunda-feira

14h – O Beijo no Asfalto
16h – Vingadores: Guerra Infinita
19h – O Segredo de Davi
21h – Aos Teus Olhos

 

23/abr Terça-feira

14h – Yonlu
16h – Aquaman
19h – Slam: Voz de Levante
21h – Pantera Negra

 

24/abr Quarta-feira

14h – Auto de Resistência
19h – Benzinho
21h – Bye Bye Brasil

 

25/abr Quinta-feira

14h – Praça Paris
16h – Pixote: a lei do mais fraco
19h – Visages, Villages
21h – Uma Noite de 12 Anos

26/abr Sexta-feira

14h – Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava
16h – O Processo
19h – Sequestro Relâmpago
21h – Trama Fantasma
23h30 – As Viúvas

 

27/abr Sábado

14h – Projeto Flórida
16h – Infiltrado na Klan
19h – Ex – Pajé
21h – Ran

 

28/abr Domingo

11h – O Touro Ferdinando (GRÁTIS)
16h – Vingadores: Guerra Infinita
19h – O Destino de Uma Nação
21h – Três Anúncios Para Um Crime (GRÁTIS)

 

29/abr Segunda-feira

14h – Café com Canela
16h – Aquaman
19h – Slam: Voz de Levante
21h – A Forma da Água (GRÁTIS)

 

30/abr Terça-feira

14h – O Segredo de Davi
16h – As Boas Maneiras
19h – Um Lugar Silêncioso
21h – O Animal Cordial

 

01/mai Quarta-feira

14h – Tinta Bruta
16h – Me Chame Pelo Seu Nome
19h – Antes do Fim
21h – Em Chamas

 

_Sinopse em ordem alfabética_

 

A Forma da Água

(dir. Guillermo del Toro, 123min, fantasia, EUA)
No início da década de 1960, Elisa Esposito é uma moça muda que trabalha como faxineira em um laboratório de segurança máxima em Baltimore, EUA. Sua vida muda quando ali chega um ser humanóide anfíbio capturado nos mares da América do Sul, que é mantido em cativeiro e usado em vários testes laboratoriais. Com o passar do tempo, Elisa começa a afeiçoar-se dele e surge entre os dois algo parecido com amor. Quando os cientistas decidem usá-lo como cobaia em um programa espacial, ela resolve salvá-lo. Para isso, contará com a ajuda de Zelda, sua companheira de trabalho, e Giles, seu vizinho. Vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza e de quatro Oscar, incluindo melhor filme e direção.

 

Antes do Fim

(dir. Cristiano Burlan, 86 min, drama, Brasil)
Jean sente-se preso na lógica de longevidade que a indústria farmacêutica o impõe e decide planejar um suicídio consciente. Ele convida Helena para que o suicídio seja a dois. Ela, por sua vez, hesita, sabe que viverá bem inclusive se precisar viver só, mas o ajuda em suas intenções. O silêncio entre eles não revela distância, mas intimidade. São anos de um afeto compartilhado. Juntos, eles vão se ocupar de todos os detalhes para o funeral. Nesse processo, os dois se dão conta de que antes do fim, ainda há uma vida inteira.

 

Aos Teus Olhos

(dir. Carolina Jabor, 90 min, drama, Brasil)
Querido por todos, Rubens é um professor de natação que dá aulas para pré-adolescentes em um clube. Ele enfrenta problemas quando um de seus alunos, Alex, diz à mãe que o professor lhe deu um beijo na boca no vestiário. Alegando inocência, Rubens é acusado pelos pais da criança e passa a ter que lidar com um verdadeiro linchamento virtual, que tem início através de mensagens de WhatsApp e explode de vez quando chega ao Facebook.Vencedor de quatro prêmios no Festival do Rio, incluindo melhor filme pelo júri popular e melhor ator.

 

Aquaman

(dir. Jame Wan, 144 min, aventura, EUA/Austrália)
Fruto do amor entre um humano e a rainha da Atlântida, Arthur Curry viveu toda a vida na superfície terrestre. Com uma estranha capacidade de se comunicar com criaturas aquáticas e manipular marés, ele sempre se sentiu diferente de todos a seu redor. Até que um dia é contatado por Mera, uma jovem atlante, que lhe diz que Orm, seu meio-irmão e atual rei da Atlântica, está decidido a reunir os governantes dos sete mares e atacar o mundo da superfície antes que a poluição os destrua. Para impedi-lo, Arthur tem que assumir o trono, proteger o seu povo e evitar uma catástrofe sem precedentes que ameaça a extinção de toda a vida na Terra.

 

Arábia

(dir. Affonso Uchôa e João Dumans, 97 min, drama, Braisl)
André é um adolescente de Ouro Preto, Minas Gerais, que vive perto de uma fábrica de alumínio. Cristiano trabalha nessa fábrica e, após sofrer um acidente de trabalho, deixa para trás um diário com as suas memórias, que é descoberto por André. O menino passa então a acompanhar a pacata epopeia de Cristiano em busca de emprego pelo Brasil, uma viagem humanista que revela o despertar da sua consciência política. Exibido nos festivais de Roterdã e Brasília, onde ganhou quatro prêmios, incluindo melhor filme e ator (de Sousa).

 

As Boas Maneiras

(dir. Marco Dutra e Juliana Rojas, 136 min, drama de horror, Brasil)
Ana, uma jovem rica ostracizada pela família, contrata Clara para ser sua empregada e babá do seu filho ainda não nascido. À medida que a gravidez avança, Ana começa a revelar um comportamento bizarro, especialmente durante as noites de lua-cheia. Mas, por mais que Clara perceba de que há algo de muito errado naquela casa, nada pode antecipar o que vai acontecer no momento do nascimento da criança. Vencedor de cinco prêmios no Festival do Rio, incluindo melhor filme pelo júri e pela crítica e melhor atriz coadjuvante (Estiano).

 

As Viúvas

(dir. Steve McQueen, 129 min, policial, UK/EUA)
Quatro mulheres sem nada em comum se encontram após ficaram viúvas de homens que morreram durante uma ambiciosa tentativa de assalto. Veronica, Alice, Linda e Belle têm agora uma dívida deixada pelas atividades criminosas de seus maridos mortos. As tensões aumentam quando elas decidem assumir o comando de seus destinos e conspiram para terminar o que seus maridos começaram. Baseado no romance de Lynda La Plante.

 

Asas Do Desejo

(dir. Win Wenders, 128 min, drama, Alemanha/frança)
Na Berlim pós-guerra, Damiel e Cassiel são anjos que perambulam pela cidade. Invisíveis aos mortais, eles leem seus pensamentos e tentam confortar a solidão e a depressão das almas que encontram. Entretanto, um dos anjos, ao se apaixonar por uma trapezista, deseja abrir mão de sua imortalidade para se tornar um humano e experimentar as dores e alegrias de cada dia.

 

Auto de Resistência

(dir. Natasha Neri e Lula Carvalho, 10 min, documentário)
O filme analisa homicídios praticados pela polícia contra civis no Rio de Janeiro a partir de casos conhecidos como “autos de resistência”, acompanhando a trajetória de personagens que lidam com essas mortes em seus cotidianos e mostrando o tratamento dado pelo Estado a esses casos, desde o momento em que um indivíduo é morto, passando pela investigação da polícia, até as fases de arquivamento ou julgamento por um tribunal do júri.

 

Bagdad Café

(dir. Percy Adlon, 95 min, drama, Alemanha)
Depois de brigar com seu marido e abandoná-lo na estrada, a turista alemã Jasmin caminha pelo deserto do Arizona até chegar ao posto-motel Bagdad Café. É recebida com hostilidade por Brenda, a dona do local que acabou de colocar o marido para fora de casa, Jasmin aos poucos se acostuma com os clientes e hóspedes do motel.

 

Benzinho

(dir. Gustavo Pizzi, 95 min, drama, Brasil/Uruguai/Alemanha)
Irene mora com o marido Klaus e seus quatro filhos. Ela está terminando os estudos enquanto se desdobra para complementar a renda da casa e ajudar a irmã Sônia. Mas quando seu primogênito Fernando é convidado para jogar handebol na Alemanha, ela terá poucos dias para superar a ansiedade e ganhar forças antes de mandar seu filho para o mundo. Exibido na competição internacional do Sundance Film Festival.

 

Bohemian Rhapsody

(dir. Bryan Singer,134 min, drama biográfico, Uk/EUA)
No início dos anos 1970, Freddie Mercury e seus companheiros Brian May, Roger Taylor e John Deacon mudam o mundo da música para sempre ao formar a banda Queen. O grupo estoura com sucessos como “We Will Rock You”, “Crazy Little Thing Called Love” e “Bohemian Rhapsody” e conquista fãs pelo mundo afora. Porém, quando o estilo de vida extravagante de Mercury começa a sair do controle, a banda tem que enfrentar o desafio de conciliar a fama e o sucesso com suas vidas pessoais cada vez mais complicadas.

 

Bye Bye Brasil

(dir. Carlos Diegues, 105 min, comédia, Brasil)
Salomé, Lorde Cigano e Andorinha são três artistas ambulantes que cruzam o país juntamente com a Caravana Rolidei, fazendo espetáculos para o setor mais humilde da população brasileira e que ainda não tem acesso à televisão. A eles se juntam o sanfoneiro Ciço e sua esposa, Dasdô, e a Caravana cruza a Amazônia até chegar a Brasília.

 

Café com Canela

(dir. Glenda Nicácio e Ary Rosa, 100 min, drama, Brasil)
Após perder o filho, Margarida vive isolada da sociedade. Ela se separa do marido Paulo e perde o contato com os amigos e pessoas próprias. Determinado dia, Violeta bate a sua porta. Trata-se de uma ex-aluna de Margarida, que assume a missão de devolver um pouco de luz àquela pessoa que havia sido importante para ela na juventude. Vencedor dos prêmios de melhor filme pelo júri popular, melhor atriz (Soriano) e melhor roteiro no Festival de Brasília.

 

Canastra Suja

(dir. Caio Sóh, 120 min, drama, Brasil)
Batista e Maria formam um casal que leva uma vida aparentemente muito feliz. No entanto, a verdade é que as aparências enganam e muito. No fundo, Batista, um alcóolatra inveterado, e Maria, que tem um caso com o namorado de sua filha mais velha, Emília, representam uma família que está à beira das ruínas.

 

Chega de Fiu – Fiu

(dir. Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão, 73 min, documentário, Brasil)
Raquel, Rosa e Teresa são moradoras de três cidades brasileiras que, por meio de ativismo, arte e poesia, resistem e propõem novas formas de conviver no espaço público. Por meio de imagens coletadas por câmeras escondidas, o filme acompanha o dia a dia de três mulheres com vidas distintas, vendo como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Especialistas discutem o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: as cidades foram feitas para as mulheres?

 

Em Chamas

(dir. Lee Chang-dong, 148, min, suspense, Coréia do Sul)
Durante um dia normal de trabalho como entregador, Jong-soo reencontra Hae-mi, uma antiga amiga que vivia no mesmo bairro que ele. A jovem está com uma viagem marcada para o exterior e pede para Jong-soo cuidar de seu gato enquanto está longe. Hae-mi volta para casa na companhia de Ben, um jovem misterioso que conheceu na África. Um estranho triângulo amoroso começa a se formar entre eles. Até Ben conta para Jong-soo sobre o seu mais estranho passatempo. Baseado no conto “Queimar celeiros”, do escritor japonês Haruki Murakami, o filme foi exibido na Competição Oficial do Festival de Cannes, onde ganhou o prêmio da crítica.

 

Ex – Pajé

(dir. Luiz Bolognesi, 81 min, documentário, Brasil)
Perpera viveu na floresta sem contato com os brancos até os 20 anos de idade. Era um pajé poderoso. Após o contato do povo Paiter Suruí com o homem branco, em 1969, ele foi acusado pelo pastor evangélico de ter parte com o Diabo e constrangido a se tornar um porteiro da igreja evangélica, renunciando aos seus poderes de pajé. Reduzido a zelador, ele vive com medo do escuro porque os espíritos da floresta estão furiosos com ele. Mas quando alguém da aldeia vê a morte de perto, seus poderes de falar com os espíritos ainda podem ser valiosos. Exibido na mostra Panorama do Festival de Berlim, onde ganhou uma Menção Honrosa na competição de documentários.

 

Hereditário

(dir. Ari Aster, 126 min, terror, EUA)
Depois da morte da matriarca da família Graham, Annie, a sua única filha, tenta a todo custo fazer as pazes com o passado. Com uma relação muito conflituosa com a mãe, Annie teve uma infância difícil e sabe que mantém muitos traumas a superar. Porém, mesmo após o seu funeral, a presença da velha senhora continua a pairar por todo o lado, manifestando-se especialmente em Charlie, a neta adolescente com quem sempre tivera um elo especial. Com o agravar da situação, um terror crescente toma conta de toda a família, com cada um a descobrir o terrível legado que herdou e para o qual parece não existir escapatória

 

Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava

(dir. Fernanda Pessoa, 80 min, documentário, Brasil)
Uma releitura histórica sobre o período da ditadura militar no Brasil retratada por meio de imagens e sons exclusivos da pornochanchada, o gênero mais visto e hegemônico, produzido massivamente no país durante a década de 1970. A violência do Estado, a luta armada e a modernização brasileira são exemplos de situações históricas que podem ser encontradas nessas obras cinematográficas.

 

Infiltrado na Klan

(dir. Spike Lee, 135 min, comédia policial, EUA)
No início dos anos 1970, época de grandes convulsões sociais e luta pelos direitos civis, Ron Stallworth se torna o primeiro detetive afro-americano no Departamento de Polícia da cidade de Colorado Springs. Mas sua chegada é recebida com ceticismo e hostilidade por parte da divisão. Determinado a se destacar, Ron parte em uma missão perigosa: se infiltrar e expor a Ku Klux Klan. O jovem detetive logo recruta um colega mais experiente, Flip Zimmerman, e untos eles pretendem derrubar a organização que espalha o discurso de ódio pelo país. Exibido na Competição Oficial do Festival de Cannes, onde ganhou o Grande Prêmio do Júri.

 

Me Chame Pelo Seu Nome

(dir. Luca Guadagnino, 133 min, drama, Itália/França)
Verão de 1983, norte da Itália. Elio Perlman, um jovem ítalo-americano de 17 anos, passa seus dias na vila de sua família, um antigo casarão do século XVII. Sua rotina é repleta de composições ao piano e flertes com sua amiga Marzia. Um dia, Oliver, um charmoso homem de 24 anos, chega para ajudar o pai de Elio em sua pesquisa sobre cultura greco-romana. Sob o sol do verão italiano, Elio e Oliver descobrem a beleza do despertar de novos desejos que irão mudar as suas vidas para sempre. Exibido no Sundance Film Festival e vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado, além de indicado em mais três categorias, incluindo melhor filme.

 

O Animal Cordial

(dir. Gabriela Amaral Almeida, 96 min, suspense, Brasil)
Um restaurante de classe média em São Paulo é invadido, no fim do expediente, por dois ladrões armados. O dono do estabelecimento, o cozinheiro, uma garçonete e três clientes são rendidos. Entre a cruz e a espada, Inácio – o homem pacato, o chefe amistoso e cordial – precisa agir para defender seu restaurante e seus clientes dos assaltantes. Vencedor do prêmio de melhor ator (Benício) no Festival do Rio.

 

O Beijo no Asfalto

(dir. Murilo Benício, 98 min, drama, Brasil)
Ao presenciar um atropelamento, Arandir, um bancário recém-casado, tenta socorrer a vítima, mas o homem, quase morto, só tem tempo de realizar um último pedido: um beijo. Arandir beija o homem, mas seu ato é flagrado por seu sogro Aprígio e fotografado por Amado Ribeiro, um repórter policial sensacionalista. Baseado na peça de Nelson Rodrigues, publicada em 1960.

 

O Destino de Uma Nação

(dir. Joe Wright, 126 min, drama, UK/EUA)
O ano é 1940. A Europa atravessa um período negro, com a Alemanha nazista ganhando território e poder sobre as forças aliadas. Winston Churchill é um estadista que, a 10 de maio daquele ano, se vê nomeado de urgência para o cargo de primeiro-ministro britânico. Poucos dias depois de tomar posse, ele se depara com a maior e mais difícil decisão da sua vida: aceitar um tratado de paz com a Alemanha, submetendo-se às suas ordens, ou declarar guerra ao inimigo, lutando pela liberdade e independência do seu povo. Vencedor dois Oscar de melhor ator (Oldman) e maquiagem e indicado em outras quatro categorias, incluindo melhor filme.

 

O Processo

(dir. Maria Augusta Ramos, 139 min, documentário, Brasil)
Em cerca de 450 horas de material filmado e meses de trabalho, Maria Augusta Ramos acompanhou todo o processo que culminou no impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Com acesso único a equipe responsável por sua defesa, filmou reuniões e discussões a portas fechadas com a presença do advogado José Eduardo Cardozo e dos senadores e assessores da liderança do PT e da minoria no Senado. Circulando por corredores do Congresso Nacional, testemunhou bastidores nunca mostrados em noticiários de cadeia nacional. Exibido na mostra Panorama do Festival de Berlim, onde ganhou o prêmio de melhor documentário.

 

O Segredo de Davi

(dir. Diego Freitas, 112 min, suspense, Brasil)
Davi é um tímido estudante de cinema. Mas por trás de seu semblante se esconde um passado sombrio. Estranhas figuras reaparecem em sua vida, fazendo renascer o desejo de matar, e Davi se transforma em um assassino em série, que fica famoso por filmar suas vítimas e colocar na internet. À medida em que as mortes ocorrem, o seu segredo de Davi fica cada vez mais prestes a ser revelado.

 

O Touro Ferdinando

(dir. Carlos Saldanha, 109 min, animação, EUA)
Ferdinando é um touro com um temperamento calmo e tranquilo, que prefere sentar-se embaixo de uma árvore e relaxar ao invés de correr por aí bufando e batendo cabeça com os outros. A medida que vai crescendo, ele se torna forte e grande, mas com o mesmo pensamento. Quando cinco homens vão até sua fazenda para escolher o melhor animal para touradas em Madri, Ferdinando é acidentalmente selecionado. Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

O Último Imperador

(dir. Bernardo Bertolucci, 145 min, biografia, França/Hong kong/UK/Ita)
O cineasta Bertolucci leva à grande tela a saga do herdeiro do trono chinês que, criado em meio à realeza, é deposto pelos comunistas quando ainda era adolescente e precisa se acostumar a um outro modo de vida. Pu Yi, o último imperador da China, foi declarado imperador com apenas três anos e viveu enclausurado na Cidade Proibida até ser deposto pelo governo revolucionário, enfrentando então o mundo pela primeira vez quando tinha 24 anos. Neste período tornou-se um playboy, mas logo teria um papel político quando se tornou um pseudo-imperador da Manchúria, quando esta foi invadida pelo Japão. Aprisionado pelos soviéticos, foi devolvido à China como prisioneiro político em 1950.

 

Os Incríveis 2

(dir. Brad Bird, 118 min, animação, EUA)
Quando Helena Pêra é chamada para voltar a lutar contra o crime como a super-heroína Mulher-Elástica, cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças, especialmente o bebê Zezé. O que ele não esperava era que o caçula da família também tivesse superpoderes, que surgem sem qualquer controle. Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

Pantera Negra

(dir. Ryan Coogler, 135 min, aventura, EUA)
T’Challa, príncipe do reino de Wakanda, na África, possui habilidades obtidas através de um antigo ritual da sua tribo e é conhecido pelos sentidos apurados e pela excepcional inteligência. Quando, após a morte do pai, regressa a casa como seu sucessor, encontra um país fraturado e o seu reinado ameaçado por Killmonger, um novo adversário que remete à história recente do lugar. Mas este conflito é muito maior do que aparenta e irá extravasar as fronteiras de Wakanda, com consequências avassaladoras para todo o planeta.

 

Pixote: a lei do mais fraco

(dir. Héctor Babenco, 125 min, drama, Brasil)
Pixote (Fernando Ramos da Silva) foi abandonado por seus pais e rouba para viver nas ruas. Ele já esteve internado em reformatórios e isto só ajudou na sua “educação”, pois conviveu com todo os tipos de criminosos e jovens delinquente. Ele sobrevive se tornando um pequeno traficante de drogas, cafetão e assassino, mesmo tendo apenas onze anos.

 

Praça Paris

(dir. Lucia Murat, 112 min, drama, Brasil/Portugal/Argentina)
Gloria é ascensorista na UERJ. Ela foi criada e vive até hoje no Morro da Providência. Filha de um pai abusivo, quando se vê livre dele, passa para as mãos de um irmão, chefe do tráfico, que ainda se faz presente e exerce enorme influência sobre sua vida, mesmo estando preso. Camila é uma jovem psicanalista portuguesa que está no Brasil para estudos de pós-graduação sobre violência, também na UERJ, onde começa a atender Gloria em seu consultório. É estrangeira e deslocada em meio ao caos de uma cidade desigual, ruidosa, hostil e em constante transformação. Um vínculo entre elas se inicia. Vencedor dos prêmios de melhor direção e atriz (Passô) no Festival do Rio.

 

Projeto Flórida

(dir. Sean Baker, 115 min, drama, EUA)
Halley e sua filha Moonee, de seis anos, vivem em um motel barato à beira de uma rodovia na cidade de Orlando. Enquanto a mãe vive entre um trabalho mal pago e uma vida caótica, Moonee e seus amigos do motel ao lado passam os dias explorando prédios abandonados, tomando sorvete e pregando peças nos funcionários do local – tendo como alvo especial o sempre paciente Bobby. Quando a vida lhes dá mais uma rasteira, o amor incondicional de Moonee por sua mãe irá definir seu futuro incerto. Indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante (Dafoe).

 

Ran

(dir. Akira Kurosawa, 162 min, drama, Japão)
Em Ran se combinam a historia do Japão, a trama de Shakespeare e a visão do mestre da lealdade. Situado no Japão do século XVI, o líder Ancião lorde hidetora, anuncia a sua intenção de repartir as suas terras em partes Iguais entre os seus três filhos. Esta decisão de se aposentar gera uma luta de poder entre os três. Quando hidetora é vítima das falsas adulações dos dois filhos mais velhos, e desterra o mais novo, quando este revela a verdade. A traição transtorna hidetora, destruindo a sua família e o seu reino. Um fiel reflexo dos sentimentos humanos a as brilhantes interpretações fazem de Ran, um dos filmes aclamados de todos os tempos.

 

Roma

(dir. Alfonso Cuarón, 135 min, drama, México/EUA)
Pelos olhos de uma empregada, o filme acompanha a vida de uma família mexicana de classe média no começo dos anos 1970, que tenta lidar com a ausência do pai e com a crise social da época. Filmado em preto e branco rendeu a Cuarón o Globo de Ouro de melhor direção.

 

Sequestro Relâmpago

(dir. Tata Amaral, 79 min, suspense, Brasil)
Isabel é vítima de um sequestro relâmpago. Os bandidos, inexperientes, notam que não conseguirão chegar ao caixa antes do equipamento ser desligado, às 22 horas. O que era para ser um episódio lamentavelmente comum nas cidades brasileiras se transforma então em um pesadelo. Isabel, refém dentro de seu próprio carro, vai ter que negociar sua sobrevivência noite adentro.

 

Tinta Bruta

(dir. Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, 118 min, drama, Brasil)
Em momento particularmente difícil de sua vida, Pedro responde a um processo criminal e, ao mesmo tempo, tem que lidar com a mudança da irmã para o outro lado do país. Sozinho no escuro do seu quarto, ele, em uma forma de catarse, assume o codinome GarotoNeon e começa a dançar, com o anonimato garantido por camadas de tinta neon sobre a pele, diante de milhares de desconhecidos que o assistem pela webcam. Exibido na mostra Panorama do Festival de Berlim, onde ganhou o Teddy Award. Ganhou ainda quatro prêmios no Festival do Rio: melhores filme, ator (Menegat), ator coadjuvante (Fernandes) e roteiro.

 

Trama Fantasma

(dir. Paul Thomas Anderson, 131 min, drama, EUA/UK)
Londres, anos 1950. Reynolds Woodcock é um renomado e confiante estilista que trabalha ao lado da irmã, Cyril, desenhando e produzindo as roupas de grandes nomes da realeza, das artes e da elite britânicas e europeias. Apesar de habituado a viver rodeado por mulheres belíssimas, Reynolds nunca se entregou a ninguém. Mas sua vida muda quando conhece Alma, uma jovem garçonete que se torna sua amante e principal fonte de inspiração. Vencedor do Oscar de melhor figurino e indicado em outras seis categorias, incluindo melhor filme e direção.

 

Três Anúncios Para Um Crime

(dir. Martin McDonagh, 116 min, comédia dramática, UK/EUA)
Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada pouco usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, em especial o Delegado Willoughby, responsável pela investigação, e o policial Dixon. Vencedor dos Oscar de melhor atriz (McDormand) e ator coadjuvante (Rockwell) e indicado em outros cinco categorias, incluindo melhor filme.

 

Um Lugar Silencioso

(dir. John Krasinski, 90 min, terror, EUA)
Num futuro não muito distante, a Terra foi invadida por criaturas alienígenas que, embora cegas, possuem uma audição extremamente sensível. Letais para qualquer ser vivo, caçam através do som. Com praticamente toda a população terrestre extinta, Evelyn e Lee sobrevivem há vários meses com os seus três filhos pequenos num sítio isolado no norte de Nova York. Aqui, onde o perigo é ativado pelo ruído e qualquer descuido pode significar a morte, eles têm que permanecer em silêncio absoluto, comunicando-se através da linguagem de sinais e usando todas as estratégias possíveis para não se fazerem notar.

 

Uma Noite de 12 Anos

(dir. Álvaro Brechner, 122 min, drama, Uruguai/Argentinha/Espanha)
Durante a ditadura militar no Uruguai, José Mujica, que viria a se tornar um dos mais admirados presidentes sul-americanos de todos os tempos, Mauricio Rosencof e Eleuterio Fernández Huidobro são presos e juntos enfrentaram uma verdadeira jornada de sobrevivência. Confinados e torturados por mais de 12 anos, sobreviveram às condições mais adversas em nome de sua ideologia.

 

Visages, Villages

(dir. Agnès Varda e JR, 84 min, documentário, França)
Agnès Varda e JR têm coisas em comum: sua paixão por imagens e, mais particularmente, o questionamento sobre os lugares onde elas são mostradas e a maneira como são compartilhadas e expostas. Agnès escolheu o cinema. JR escolheu criar galerias fotográficas ao ar livre. Quando os dois se conheceram, em 2015, imediatamente quiseram trabalhar juntos –fazer um filme na França, longe das cidades. Em encontros aleatórios ou planos pré-concebidos, eles partem em direção a outras pessoas e as convidam a segui-los em sua viagem no caminhão fotográfico de JR. Exibido no Festival de Cannes e indicado ao Oscar de melhor documentário.

 

Viva – A Vida É Uma Festa

(dir. Lee Unkrich e Adrian Molina, 105min, animação, EUA)
Desde de muito pequeno que Miguel, de 12 anos, sonha em se tornar um violonista famoso, tal como Ernesto de la Cruz, o seu maior ídolo. Apesar de toda a dedicação e do inegável talento, sua família desaprova este seu sonho e tenta de todos os modos fazê-lo abandonar a música. Até que, no meio de tanta insistência em provar a todos que consegue chegar aonde quiser, Miguel acaba por evocar um encantamento que o leva para o estranho Mundo dos Mortos. Lá, encontra muitos dos seus antepassados, alguns falecidos há mais de um século, que vão revelar um mistério relacionado com a sua história familiar. Vencedor dos Oscar de melhor filme de animação e melhor canção. Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

Yonlu

(dir. Hique Montanari, 90 min, drama, Brasil)
Baseado na história real de Vinícius, de nome artístico Yonlu, dono de grande talento como poeta, músico e desenhista. O rapaz, um gênio que domina quatro idiomas, que escreve seus poemas em inglês e faz sucesso na internet tocando suas músicas, sente-se deslocado socialmente e melancólico diante da vida. Para tentar superar essas dificuldades, começou a fazer análise aos oito anos. Aos 16, num momento de maior fragilidade, procura um fim apoiado por um grupo de internautas em um site onde sugerem métodos de suicídio.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.